Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos Eroticos » Incesto » Mãe e filha conto erótico de uma novinha e uma Milf

Mãe e filha conto erótico de uma novinha e uma Milf

Publicado em janeiro 28, 2020 por HolyGurl

O meu nome é Daniel Johnson. Tenho o meu doutoramento em Literatura Inglesa prosseguirei viajar para Novidade Inglaterra para uma missão de um procuração. Posso trabalhar em curto prazo tanto cá nos EUA como no estrangeiro. Eu falo francesismo, germânico itálico fluentemente com o propósito de tenha como ensinar Eng.Extinguir. lugar.

Uma Novinha e Uma Coroa Gostosa em Contos Eróticos

Mãe e filha conto erótico de uma novinha e uma Milf

Tenho 45 anos sou viúvo muito sustentado pelo tirocínio dia após dia treino de peso. Uso o meu cabelo ruivo extenso tenho um sorriso enervante. As mães dos meus alunos parecem estar em transe interagem comigo. Disseram-me que tenho uma presença comandante que se encontram facilmente sob o meu domínio. Meus cursos de nível universitário parecem atrair as groupies do sexo feminino que até proximamente eu tenho obtido sustentar à intervalo.

As minhas três filhas estão na faculdade outra vez. A minha senhora morreu de repente num acidente de coche de um camião grito numa passeio gelada. Para me auxiliar a restaurar as minhas filhas impressionaram-me ao terminar o procuração da vernal depois viajar. Desse modo reformei-me após ter terminado o meu ensino universitário após vinte anos. Andei pela vivenda a ler romances góticos raros fui ao ginásio.

A minha mas velha, Bridget, a minha maravilhosa ruiva de 20 anos, diz-me para fazer missões de curta duração para me desafiar. Ela cuidava de suas irmãs, Fiona 19, Eirí Gréine 18. O nome do EG significa nascer do sol em Irlandês. A minha senhora esteve em trabalho de parto a noite toda a nossa moça loira nasceu, o sol brilhou pela janela. Agora toda gente frequentaram a mesma faculdade perto moram no apartamento extensa que eu comprei.

Bridget me levou para o trem indo para Novidade Inglaterra, onde a local de ensino de aprimoramento das meninas está situado que eu concordei em ensinar uma eleição de literatura gótica.

“A propósito, ‘EG’ descobriu sobre a despedida peculiar das suas filhas ela está bastante zangada por ela ter sido excluída. Vais ter de fazer alguma coisa peculiar com ela voltares. O mundo inteiro amamos profundamente Pai entregar–íamos tudo o que nos pedires. Sabemos que amavas profundamente a mãe a Fiona espero que o nosso presente tenha livrado do teu funk.”

“Agora descansa alguma coisa não percas nenhuma possibilidade que apareça. Tenho de que vai ter pequeno número de mães excitadas naquela pequena cidade, talvez até certos professores vão desistir para um varão tão belo dotado com o seu pacote”, Bridget diz rindo ela estacionou na estação de trem.

Ela logo inclinou-se beijou-me profundamente colocou a minha mão debaixo da camisola dela no seu peito jovem firme ela segurava a pila comprida do Pai. Ela esfregou – a na minha perna, fazendo-a permanecer firme. Ela gemeu nos meus lábios me beijava a trocar a sua língua molhada com a minha. Ela assobiou lhe apertava o peito com força, a sentir o seu mamilo forte na minha palma.

“Papá, é melhor entrares no comboio ou empurro- para o banco de trás prendo-nos aos 2,” ela riu-se me dava beijinhos na rosto. “É melhor cobrires essa Pila cheinha comprida com o teu saco de viagem, ou vais sobressaltar as raparigas a voltarem para a local de ensino.”

É desse modo que estou no comboio nocturno para Novidade Inglaterra. A minha especialidade na literatura é o temporada romântico (1785-1832). Tenho uma concentração no temporada gótico que se preocupava com contos elaborados de mistério, suspense superstição. A maior parte dos vilões góticos são machos poderosos que atacam mulheres jovens Virgens. As histórias criam tensão apelam profundamente para as mulheres estudantes, logo eu me comprometi a ensinar este Declínio nível superior eletivo.

Eu paguei por um quarto de dormir, porém estava sentado em um carruagem de agremiação deserto revendo minha perspectiva para o curso algo de história na local de ensino. É um internato feminino extremamente privado. Soube que as alunas são filhas de directores executivos, milionários, dignitários funcionários do governo estadual federalista. Estas raparigas são a nata da sociedade não desejam . Pequeno número de estão lá como um último dedicação para salvar sua juventude Selvagem rebelião a riqueza de seus pais.

Já passava da meia-noite, porém ainda não conseguia dormir, desse modo estava sentado no sege desguarnecido ouvi a porta do comboio a penetrar. Estava propenso um banco traseiro elevado vi um par de pernas longas a passar. Cabelo louro fluía pelas costado cobrindo a maioria da saia xadrez curta. A partir do instante em que mordomo se reformou, ela subiu para o bar foi buscar uma gasosa fria. A saia dela subiu duas traseiro firmes ficaram em exposição.

ela agitava-se de lado a lado para atingir a lata, a tanga rosado apareceu presa entre as bochechas do seu rabo rechonchudo cobrindo os seus lábios de ratazana. Aquela rato não foi Depilada, porém estava coberta com a loira baixa. Ela estava a tentar chegar à lata pôr a coxa mas próxima de mim no bar. Isso de fato espalhou sua área subordinado completamente ocasião, puxando a seda rosa profunda entre seus lábios. Parecia um filme pornográfico na rede.

Com um ânimo suave, ela agarrou na lata escorregou do bar. Sem descobrir, sentou-se de na frente de para mim logo enterrou face num livro. O epiderme parecia velho, talvez até uma edição inicial. Eu podia ler o título louro percebi que ela estava a ler um romance de terror gótico erótico. Eu estava muito consciente daquele romance erótico subterrâneo perguntava-me se ela o tinha emprestado da livraria do Pai. Ausentmindedly her skirt sled down her thighs and her legs opened now giving me a front view of her pink silk covered pussy. Os seus mons estavam cobertos de cabelo loiro crespo os sabres fluíam sobre o extremidade da sua tanga.

que seja a uma parte do romance que ela estava a ler deve ter tido um efeito sexual nela, porque eu podia facilmente ver o seu pequeno gusset a permanecer mas escuro o seu cheiro a flutuar pelo espaço do grêmio fechado. Ela segurou o livro com uma mão perto de seu rosto é desse modo que ela não me viu. Vi fascinada a outra mão dela chegar à ratazana. Os dedos dela escorregaram por insignificante da cercadura começaram a passar para cima para grave pela sua ratinha molhada. Ela continuava a ler os dedos rodeavam o clítoris cavalgavam para cima para inferior entre os lábios.

A testa dela caiu para trás o livro caiu sobre os seios. Ela respirava bastante os dedos aceleravam. Ela puxou a gusset para o lado eu tinha uma vista clara para os lábios molhados da Rato dela. Ela trouxe aqueles dedos molhados para a boca chupou-os do lio dela. As coxas abertas dela deixaram-me ver o seu incisão de coral o botão inchado no extremidade. Aquele tesouro entre os lábios dela brilhou devido dos suco de rato.

Uma mão voltou para furar o seu sangue inflamou os lábios da Ratazana a outra mão empurrou 2 dedos para a sua cona. Um polegar caiu no cu dela o outro no clítoris. O polegar molhado desapareceu-lhe pelo ânus os 2 dedos molhados trabalhavam dentro da Rato. Os dedos a penetrar-lhe os lábios molhados abandonaram o seu posto começaram uma massagem frenética no clítoris.

A minha convidada loira começou a lamuriar a tremer os dedos dela entraram saíram velozmente da ratazana molhada atravessaram o clítoris. As pernas dela dispararam para fora tremeram ela gemia elevado respirava pesadamente como terminar a corrida de 100 jardas. Ela abanou, gemeu assobiou. Por último, suas pernas voltaram para o banco do sege do associação abriram mais uma vez. A tanga dela estava encharcada com suco de rato.

A moleira dela abaixou-se olhou em girata com olhos vidrados por último viu-me. “Oh meu Deus,” ela gritou, deixou tombar os pés no solo empurrou a saia para grave. Ela olhou para mim durante numerosos minutos sem se revolver. “Gostaste de me espionar, Tom?”ela por último diz com um sorriso chorão.

Ela não estava de modo alguma envergonhada se um tanto ela estava bastante orgulhosa de seu desempenho festivo por eu tê-la visto aprazer a si mesma. Ela trouxe os seus dedos molhados para os lábios lambeu-os limpos dos seus sumos perfumados.

“Muito, efetivamente meu nome é Daniel sim eu gostei bastante do apresentação. Foi bom ver que você estava bastante focado em sua interpretação na tarefa em mãos viu até o termo”, eu barranca.

“Tens o hábito de olhar para a saia de uma jovem olhar para as partes íntimas?”

“Muito, és o gênero de de senhora jovem que se senta em público, mostra a sua ratazana loira faz-se transportar-se? Se de forma for, sou o gênero de de varão que apreciará de bom grado o espectáculo terá fantasias sobre o que estou a ver.”

“Estavas a ter fantasias comigo?”ela desafiou-me. “Diga – me o que estavas a filosofar o efeito que isso teve num velho!”

“Se eu sou um varão velho diga – me quantos anos você é uma moça,” eu desafiei de girata.

“Tenho quase 20 anos estou a caminho do nosso temporada de ruína na local de ensino. Quais eram as tuas fantasias? Digam-me. Não sou virgem ficaria surpreendida com o que já experimentei.”

“Muito putinha, eu flop você sobre esta mesa muito na minha na frente de, puxe os molhada calças fora comecei a saborear aquela buceta molhada até o momento que você veio tão difícil você spray de meu rosto. Depois, de antemão de recuperares, baixava as calças enchia a tua cona com a minha pila obesa comprida enfiava- o rabo na mesa. por falar em ti, talvez até encha o rabo com a minha pila encha-a com a minha espessa espessa quente!”Dei-lhe um tiro nas espinhaço.

Ela respirava profundamente estremecia fechava os olhos, talvez pensando que tudo o que lhe aconteceria se cedesse. Ela lutou com os seus próprios desejos decoro, porém as suas mãos moveram-se lentamente através dos seus seios firmes cheios. Ela levantou-se lentamente pôs o livro no bar, depois aproximou-se de mim colocou o rabo dela na mesa. Ela inclinou-se para trás nos cotovelos com as pernas penduradas de lado. Ela olhou para mim silenciosamente diz, ” Muito?”

Virei o profundeza da saia dela para cima da ventre puxei-lhe as pernas para cima até o diamante Jimmy Choo embelezar ténis de camurça na ponta da mesa. Abri-lhe as coxas o cheiro potente da Rato permeou o espaço. Baixei face para as cuecas molhadas comecei a sugar-lhe os sumos quentes para a minha boca através da seda. Ela gemeu profundamente.

Tirei-lhe a tanga dos lábios levei-a para o lado. “Baía a puta da Cona!”Eu pedi. Ela assobiou, porém os dedos arrancaram-lhe os lábios inchados da Rato. Chupei-lhe o clítoris entre os lábios ataquei-o com a língua. Os sumos quentes molharam-me o queixo ela sussurrava: “foda-se, foda-se. Vais fazer-me transportar-se!”

Pus 2 dedos compridos na pipi dela, enrolei-os para a na frente de acariciei-lhe o G-pad. O meu polegar molhado centrou-se no ânus dela empurrei-o pelo cu até a minha mão suspender a intrusão. Os meus lábios língua, os meus dedos o meu polegar começaram a desmandar da localidade desta pobre rapariga, gemia em voz subida.

Chupei – lhe o clítoris inchado entre os meus lábios atirei-o para a na frente de para trás rotundo com a minha língua obesa comprida. Lambi a minha língua ao longo da sua Boca Loura coberta de ratas a entregar pequenas dentadas de qualquer lado. Os meus dedos movem-se rápida através da almofada g dentro da sua rato quente molhada, eles também corriam com o meu polegar pelo rabo dela. Senti os seus fornos gémeos a apoucar-me os dedos.

“Estou a transportar-se-me, estou a dirigir-se-me, estou a transportar-se-me!”ela gritou a sua senhora sensual me borrifou semblante. As ratas as paredes do rabo dela apertaram-se nos meus dedos bateram-me vezes sem conta o cum lhe tirava a rato. Tenho a que a secção de trás da saia estava a permanecer ensopada.

De antemão que ela recuperasse, fiquei de pé, deixei desabar as minhas calças boxers, peguei na minha pila cheinha de 8 polegadas na mão empurrei a minha carola obesa os lábios molhados dela. A minha pila molhada empurrou-se para a na frente de rompeu-lhe a vulva. Ela gemeu os dedos dela abraçavam a rato dela sentia que a minha pila longa continuava a encher-lhe a Cona, esticando-a à proporção que ia fundura. A minha carola de Pila tocou nas profundezas da cona dela ela gemeu eu a esfregava no pescoço do útero.

A ratazana desta rapariga era minha para gozar. Encostei – me à minha pila cheinha empurrei as minhas bolas para a ratazana dela. Eu rápida estabeleci um ritmo de retrair para trás, logo após, empurrando fundura. O meu cativo gemeu tremeluziu sobre a mesa a minha pila ia ela a remexer o rabo as ilhargas na mesa.

Senti os dedos dela na minha pila ela começou a esfregar o clítoris para trás para a na frente de. O sumo de rato quente vazou à viravolta da minha pila. Para punir a cona dela, puxava – a até fim, enfiava-lhe os lábios enchia-lhe a Cona com um pau a na ponta quente. Depois esfregava a minha pila com força no pescoço do útero dela, puxando para trás uma polegada ou duas batendo ela.

“Que é o teu nome puta ou preferes que chame de puta nojenta?”

“Penelope”, gemeu. “Penny, porque não vens para cima da minha pila obesa defende, comecei a pô-la na mesa? Os dedos começaram a ameigar-se rápida no clítoris inchado gordo. A Penny começou a lamuriar elevado a ratazana dela se apertava ao longo da minha pila. Ela começou a puxar as quadris a minha pila ela batia os lábios da Rato.

“Estou a gozar com o Daniel, estou a gozar com a tua pila cheinha”, gritou ela voltou. Suco de ratazana estendeu os lábios abusados pôs-se na saia. Ainda não me tinha originário, então, tirei uma caneca de sumo de ratas corri entre as traseiro dela. De antemão que a Penny recuperasse o fôlego, puxei-a da mesa pelo longo cabelo loiro dela. Eu virei-a, empurrei – lhe as mamas grandes para a mesa. Virei-lhe a saia encharcada nas costado tirei-lhe a tanga das bochechas do rabo.

Pus a minha ratazana molhada na faceta do ânus inundado parti-lhe o anal. Rosto dela saiu da mesa ela gritou. Não lhe dei hipótese de reivindicar empurrei-lhe a minha pila obesa pelo cu até os meus tomates caírem nos lábios da Ratazana dela. Dei à Penny somente número reduzido de segundos para se ajustar depois tirei-a do cu. O” O ” do ânus dela saltou, então enfiei o meu pau teso no forno dela.

Comecei a acavalar-lhe o rabo a resvalar tanto da minha pila naquela profundeza, outra vez, no profundeza. O recto dela estava cândido a admitir toda a minha pila. A Penny chateava-se continuamente que lhe batia no rabo. “Sr. Daniel, está a destruir-me o rabo! Por obséquio, pára”, a Penny implorou. Voltei bati-lhe com força. “Que se lixe!”

“Isso magoou quem?”Rosnei bati-lhe com força outra vez. Ela gemeu: “isso magoou-me, Sr.!”Ela gemeu diversas bofetadas mas duras encontraram o caminho para ancas alternativas. De repente, ela tremeu violentamente os meus tomates coxas foram pulverizados com sêmen de uma miúda louco. As palmadas fizeram-na dirigir-se-se!

Ouvi um fragor olhei para cima. Um antigo de cor Pullman Porter entrou no carruagem do outro lado. Os olhos dele abriram-se me viu a ingerir uma jovem na mesa. Este olhou para mim com os olhos a mostrarem choque. Fiz o movimento universal dentro da bochecha de um broche. Este sorriu intensamente abriu as calças. Este pescou uma extensa pila escura que deve ter acarinhado a varias mulheres durante a sua vida.

Este acariciou – a por um minuto até permanecer tão difícil como com a idade dele. Este moveu-se ao lado da mesa agarrou a Penny pelo cabelo puxou-a com força para contornar rosto para este. ela gritou, ” OW ” a boca dela abriu, este empurrou aquele pedaço de chocolate de mesocarpo de varão para a boca dela. Este logo empregou o cabelo dela como um aperto para movimentar face dela para trás para a na frente de em seu galo gordo fazendo-a pegar o maximo de galo gordo escuro que caberia.

A Penny tentou largar a pila, porém este tinha um aperto apertado. Também comecei a -lhe nas bochechas do rabo a cravar a minha pila comprida entre elas. Constantemente que ela tentava gritar, o porteiro enchia-lhe a Boca de Pila escura. Vi – o vedar os olhos este acelerou a afagar a pila que não estava na boca da Penny. Não aguentava mas ao passo que o rabo da Penny me apertava a pila.

Eu gritei, “agora”, olhando para o Sr. Washington, logo este empurrou a sua Pila obesa escura para dentro da boca da Penny tremeu atirava o sêmen na língua dela pela gorgomilos . Vi a gasganete dela com uma protuberância de um carola de pila a movimentar-se para cima para grave ela tentava engolir os pulsos de sêmen respirar concomitantemente. Qualquer sêmen saiu-lhe pelo nariz pintou-lhe os lábios vermelhos à girata daquele pénis gordo escuro.

Puxei-lhe as ilhargas para trás a selar a minha pila muito profundeza no rabo dela explodi cinco, seis, sete pulsos de sêmen. A minha moleira de Pila expandiu-se no rabo da Penny qualquer salva do meu sêmen saía pela greta. Encostei – me ao meu elmo empurrei-o mais uma vez para o profundeza, vezes sem conta, com qualquer impulso de sêmen. Dei cabo do rabo da Penny vi o Sr. Washington arrancar-lhe a pila lentamente ela lhe chupava a virilha cheinha.

Evidente que tinha visto o nome dele no emblema. “Sr. Washington, acha que deve encaminhar-me uma toalha de bar com intenção de possamos sofrear o grosso sêmen quente que vai trespassar do rabo desta pobre senhora”, diz eu a rir.

“Sim, Sr., acho que também posso molhar um. Asemelhava a que ainda há punhado béarnaise nos lábios no queixo desta pobre rapariga da sobremesa do sege do grêmio. Prosseguirei limpá-la ajudá-la a andejar de joelhos pernas fracas até um dos quartos vazios. Ela vai ter que dormir Esta, Sr.”, diz este em um riso barulhento profundo.

Este atirou-me a toalha eu sobretudo afinei a Penny dentro da tanga dela depois ajudei-a a erguer-se. A saia cheirava a sexo forte face o queixo tinham gotas de sêmen a debutar a secar. O Sr. Washington era bastante tenro em Mundificar A Penny. “Vá lá, amada, tenho uma leito macia para tu dormires desta merda. Prosseguirei buscar o teu paletó o teu saco de viagem trago-o de girata para o quarto.”

“Agora, Sr., precisa de mas serviço esta noite, que está do que já foi fornecido”, diz este começou a rir rígido escuro. “Sei que esta é uma noite de que me lembrarei há bastante. É bom descobrir que cá o ‘Ole Wille’ ainda consegue fazer o trabalho”, este riu-se outra vez. Este deu-me outra toalha molhada quente, depois tirou uma moeda quase inconsciente do coche do agremiação , ao altura do galeria, para uma sala vazia.

Fui para o meu quarto, deitei-me sonhei em estar em vivenda com as minhas três filhas de idade universitária. Estava bastante deprimido por sentir bastante a falta da minha senhora, dado que devia ter sido o nosso 25º natalício. De antemão de partirmos para a minha novidade missão, as minhas três filhas insistiram para irmos a um lugar fino para jantar comemorar a mãe.

Naquela noite, as miúdas obrigaram-me a tomar banho usar o meu melhor fato. A minha senhora nunca tinha tido vergonha da nudez ou de andejar por aí de soutien cuecas. Ela criou as raparigas exatamente a mesma forma. Transformou-se bastante difícil para mim como qualquer filha progrediu para a feminilidade mormente seus seios começaram a preencher.

Eles pareciam ter um prazer perverso em envergonhar o pai deles desfilavam em cuecas me viam a permanecer com uma levantamento. Foi triste qualquer filha ter ido para a faculdade. Um depois o outro até EG trespassar também. Foi logo uma vez que minha esposa morreu no acidente de carruagem durante o temporada de Inverno. As minhas filhas fecharam o condomínio vieram para moradia para me explicar os pormenores do funeral do enterro depois a dor a solidão.

Muito, vestiram-me me fundiam em cuecas soutien. Depois levaram-me até ao covil deram-me 2 dedos de Jamerson para me acalmar. Toda gente me beijaram profundamente me disseram que precisavam de meia hora que estariam prontos. Gozaram comigo riram-se qualquer par de Mamas entornavam sobre o soutien me beijavam.

Subiram as escadas logo três das mulheres mas bonitas entraram no covil. Todos e cada um dos três foram enfiados em seu próprio “the Little Black Dress” mostrando numerosas quantidades de decote fundamentado no estilo do vestido. A Bridget tinha o cabelo ruivo flamejante conformado em tranças irlandesas. O cabelo escuro da Fiona também foi trançado enrolado no cabelo. Depois a Eirí Gréine saiu por trás das irmãs derreteu-me o coração. Ela usava o vestido preto preposto da minha senhora tinha o cabelo loiro extenso vestido outrossim que a minha senhora usava o dela.

Comecei a chorar com lágrimas nas bochechas o meu corpo a tremer. A EG correu para os meus braços começou a manifestar que estava arrependida por se agasalhar como a mamã. “Pensei que ias amar a minha figura, papá,” ela também começou a chorar. Empurrei-a para trás dei-lhe o ósculo mas profundo mas meigo que já tinha oferecido. o ósculo partiu, ela parecia chocada.

6 views

Contos relacionados

VER A PICA DO MEU FILHO, FOI A GOTA D?ÁGUA

Relato De Incesto Mãe E Filho Ver a pica do meu filho, foi a gota d?água Conto de Mayara Nascimento Meu nome é Isamara, mas todos me chamam e ?Isa? casei...

LER CONTO

Xvideo Corno Erótico Comendo Cu Da Prima Nas Férias

Mais ou menos uma hora depois a nossa viagem de 3 horas, o sol quebrou uma negrume de ruína de quatro dias acendeu uma exibição esplêndido de cor de decadência. A minha senhora, Sophie, eu...

LER CONTO

Tomando Banho Com Meu Filho Safado

Tomando Banho Com Meu Filho Safado     Me chamo Deise meu rebento Luis, Tenho 43 anos , viúva , branca 1,70, olhos cabelos castanhos claros 67 kg, já meu fruto possui 23 anos,...

LER CONTO

Conto de Incesto com Mãe, Pai e Filha – Parte III

Conto de Incesto com Mãe, Pai e Filha - Parte III   Para quem vem acompanhando meus relatos, prosseguirei continuar descrevendo como eu: Ana, descobri na puerícia meu palato pelo...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 5 = ?
© 2020 - Contos Eroticos