Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos Eroticos » Gay » Uma Experiência De Aprendizagem (Pai / Filho)

Uma Experiência De Aprendizagem (Pai / Filho)

Publicado em janeiro 31, 2020 por HolyGurl

Jack Curtis, 36 anos, estacionado na ingresso da vivenda, suspirando com conforto para fins de uma longa semana de trabalho corporativo. Este também teria seu rebento, Ricky (ou Richard, como sua ex–esposa o ) para seu 18º natalício, que era hoje em dia.

Uma Experiência De Aprendizagem (Pai / Filho)

O Jack divorciou-se da sua senhora, Josephine, há vários anos. Ela era devotadamente religiosa, alguma coisa que este não sabia se casou com ela, não teria contato sexual com este a partir de sua lua de mel eles tinham 18 anos (a primeira última vez que eles fizeram sexo.). Os um par de anos seguintes foram tragicamente estéreis para Jack, este era um varão fanático não se reduziria a trapacear, se bem este tivesse se enamorado por ela mas rápido do que este poderia ter autorizado. Porém ela simplesmente não admitiu que este penetrasse na sua boceta rosado. Logo, a partir de que eles foderam na lua-de-mel da semana deles, ela não ficou tão pejada após todo o sémen que este lhe pôs, o Jack andava a foder a mão durante os um par de anos que ainda estava com ela. Porém este se divorciou dela, porque guerrear para conseguir seu fruto mesmo nos fins de semana, porém agora que seu rebento tinha 18 anos, este estava originário para existir com Jack permanentemente.

Porém de antemão disso, o Jack estava desejoso de extinguir um. A pila dele estava a estreitar-se as calças pretas, quase conseguia farejar o almíscar daqui devido do dia quente. Este porque combater o libido de chicotear fora de sua picha na passeio, ainda mas este saiu de seu sege caminhou para a sua porta. Podia tê-lo conformado também, se o varão de meia-idade do lado não estivesse no telheiro a ouvir rádio a ler um jornal. Logo, este resistiu ao impulso, porém não empurrou sua vara defende de girata para inferior deixou-a se evidenciar em um ângulo estranho para toda gente verem.

Este colocou a chave na fechadura abriu a porta. Olhando para o relógio, este viu que era um quarto para três, este constantemente saiu cedo às sextas-feiras, a mãe do Ricky estava deixando-o às cinco. ao deixá-lo lá, a Josephine quis manifestar que o deixaria no passeio partiria de antemão que o jack chegasse à porta. Agora, o Ricky possui a seu chave deixava-se entrar.

Este trancou a porta da na frente de detrás dele subiu as escadas, abandonando sua chato na sala de estar.

O quarto dele era fácil, uma fácil leito azul, com uma tv enorme montada na parede em na frente de. Este acendeu a iluminação para a sua latrina privada, olhou para o seu traje no espelho. O cabelo castanho pequeno, olhos verdes, maxilar possante coberta com barba clara. Este desabotoa a camisa, revelando grandes peitorais peludos com grosso, rechonchudo, Mamilos. Este conseguia ver a sua Pila extensa delineada nas calças, um quesito notavelmente escuro a formar-se na ponta do pénis. Este simplesmente não conseguiu passar a sua mente na reunião de atualmente o seu director passou por este num lugar apertado o seu rabo gordo escovou a pila dos Jacks. O que o Jack daria para foder o cu do Bills. Isso era outra coisa, Jack logo descobriu que este era bissexual.

Este cavou na cómoda, tirou a roupa íntima para revelar mais ou menos 20 dvds pornográficos gay que utilizou teve de transpor. Este escolheu o seu predilecto, um quando um pai fode o rebento para o punir. Este pressionou play conectado it, começou o chuveiro em sua latrina, logo após, reclinado de girata em sua leito completamente sem roupa. Este olhou para o seu incher 12, quase tão grosso como uma lata de pop também. Este enrolou uma mão extensa em derredor dele, começou a bombear este via o velho pai na tela o twink, gemendo gemendo em elevado volume. O Jack estava a lamuriar a lamuriar, a dobrar-se no edredão a suar da acto do vapor do chuveiro a poucos metros de intervalo. Este olhava para seu pênis às vezes, perdendo-se na visão cintilante de um rio precum fluindo por seu eixo este corria sua palma por seu comprimento.

Este não tinha ouvido a buzina a sinalizar que o rebento estava em moradia, ou a porta a perfurar, a furar a tapar. Tapar a porta também passou desinteressado. As chamadas do Ricky de ” pai!”ficou sem resposta subia as escadas, ouvindo um estrondo asfixiado de barulhos vindos do quarto do Pai.

O Jack estava quase lá, um zumbido a subir dos tomates até à ponta da Pila. Este estava a lamuriar em voz subida agora, choramingou os seus dedos escovavam a sua ruiva inchada carola-de-Pila sensível. Porém, por último, este ouviu a porta do quarto a perfurar.

“Ricky!”A mão dele ainda estava a meio do AVC. Este arrancou o edredão cobriu-se. “Não sabia que estavas em vivenda!”

Um refrão de Gemidos emitidos pelos altifalantes da tv este atirou para o comando.

“O que é isso, Pai?”Este olhou para o ecrã.

“!”O Jack demandou o botão de desligar desligou a televisão.

“O que estavas a fazer?”Este deixou tombar a chato.

“Faz um obséquio ao teu pai desliga o chuveiro.”Ricky prontamente desligou a agua voltou, esperando por sua resposta. “Vem assuntar- cá, fruto.”

“Porque estavas a esfregar o teu Chichi?”

“Jesus, a tua mãe manteve- mesmo fechada, não foi? Prosseguirei ensinar- tudo o que precisas de descobrir. Senta- cá, Ricky.”O fruto sentou-se ao lado dele. Jack descobriu sua metade subalterno, revelando seu galo meio erecto para o espaço de arrefecimento. “Isto, -se pénis. Também divulgado como Pila ou pila, de pequeno número de pessoas. É, como sabes, para mijar, porém também para virmos.”

“Cumming?”Este perguntou, absorto na vara de calor entre seus pais pernas peludas.

“Este líquido sai do pênis depois a estimulação, este seria tradicionalmente ejaculado na pipi de uma senhora ela deve permanecer prenha.”Jack explicou. “Porém não precisas de uma senhora para dirigir-se, isso dá- um sentimento emocionante de o fazer. Isso -se Orgasmo.”

“O teu é dissemelhante do meu pai.”

“Sim, fruto, presumo que seja mas Peludo do que o teu?”Este acenou com a carola. “Sim, sais à família da tua mãe.”

“Posso tocar-lhe?”

“Evidente.”Este afastou as mãos.

Ricky moveu a mão lentamente para Jacks dick, Jack segurou a respiração este fazia isso. Logo seus filhos Palmeira macia estava tocando sua área púbica, dedos batendo por intermédio de seu arbusto de cabelo castanho, cutucando examinando suas bolas soltas Penduradas, logo, por último, tocou a vara.

“É maciço.”Este diz, balançando-o. ” bastante quente.”

“Porque não comparamos?”O Jack sugeriu. Seu rebento acenou com a carola imediata deixou tombar suas calças para o soalho, suas cuecas logo depois.

“Vês o papá? As minas não são tão grandes como as tuas.”Este mostrou sua área púbica, uma clara categoria de cabelo quase loiro, um galo bastante menor, alvo alojado em suas pernas leitosas.

“Porém é absolutamente bonito.”O Jack sentia o seu sentimento a retornar.

“Papá! O teu pénis está a remexer-se.”, efetivamente, estava, a dobrar-se à vista dos seus filhos. “Papá, Ensinas-me a dirigir-se-me?”

“Naturalmente, fruto, queres auxiliar-me a mostrar-?”

“Sim!”Este diz em encanto.

“Ok Ricky, tudo o que precisas de fazer é esfregar para cima para insignificante com a tua mão.”

Este acenou, determinado, este esfregou sua mão pequena para cima para insignificante pelo eixo de seus pais. A mão dele não cobriu toda a cintura.

“Ohhh…”O Jack caiu de viravolta na leito.

“Devo interromper o papá?”

“Oh não, Ricky, é incrível!”Ricky, ainda mas determinado, bombeado mas rápido.

“Ohh.”O Jack olhou para cima. “Oh Ricky… Prosseguirei – me embora!”Porém este não conseguiu tirar as palavras em breve, a pila dele cantarolou engasgou-se loucamente, atirando cordas de puro sêmen alvo para o espaço.

“Whoa!”Ricky sorriu para a visão.

“Uhhh! Ohhh!”Jack contorceu-se o seu fruto continuava a tocar no seu órgão sensível. “Pára! Por obséquio!”

“Desculpa, pai!”Ricky let his sticky hand fall from the throbbing, softping dick attached to his fathers toned body, and let it rest disponível his thigh. “Foi incrível!”

“Ricky, é bastante mas deleitável se fores tu a ter um orgasmo.”O Jack sentou-se olhou para a girata dos filhos. Não mas instalado em suas pernas, sua Pila menor estava de pé recta em atenção. “Posso?”Este diz ao fruto, apontando para a pila.

“Lógico pai!”

O Jacks rough fingers toca as canções dele sente o rapaz a dormir ao lado dele. “Vem abancar- no pescoço do papá.”

desta forma este fez, seu painel de claridade sentado na pila dos Jacks, que já estava começando a endurecer de novo. O Jack cuspiu na mão foi para a cidade com a pila dos rapazes.

Ricky já era uma bagunça escrita em seus braços do pai, se contorcendo a mão de seu pai bombeava sua Pila, logo este estava gemendo tão elevado Jack estava preocupado que o vizinho iria ouvi-lo de abancar no telheiro.

“Pai, sinto que preciso de fazer xixi”, começou o Ricky.

“É para se sente Ricky, confia em mim.”Este continuou este podia ver seus filhos bolas apertadas em seu corpo. Este estava perto agora.

“Da -” este bateu as quadris violentamente no espaço o seu pénis se espasiava em enleio. Cum voou no espaço em todas e cada uma das direções, batendo Ricky Jack tanto na face como este montou o elevado que seu pai lhe deu. “Ohhh…”este voltou ao calor do corpo peludo dos seus pais.

“Não foi maravilhoso, fruto?”

“The… melhor…”este arfou, com montes de suor no tronco liso. “Vamos poder repetir?”Este perguntou, sentindo a pila de seu pai sob este renovada em sua solidez.

“Vamos tomar um banho eu mostro- mas.”Levantou-se levou o fruto para a WC.

Era uma latrina extensa muito iluminada, com um extensa passo no chuveiro portas de vidro claras. Uma janela de vidro glacial era a principal manancial de iluminação no chuveiro. Jack começou o chuveiro de novo, logo o suficiente o chuveiro estava quente produzindo vapor eles estavam prontos para entrar de novo.

Vendo as duas pilas duras, o Ricky agarrou a dele. “Quem me dera que o meu fosse tão extensa como o teu pai.”

“Oh isso não importa fruto, de forma, nunca se sabe vai embora evoluir mas. Acho que também estava à tua intervalo na tua idade.”Jack estava, É naturalmente, somente dando esperança ao seu rebento, porque este tinha sua mangueira de incêndio de uma pila a partir de o ensino médio, este pendurar fora de sua roupa de baixo se trocar no rouparia. “Vem comigo.”O Ricky também tomou banho.

“Assim lubrificante, se quiseres, vamos poder fazer sexo.”Este segurou uma garrafa adiantado de seu fruto.

“Como?”

“Muito, enfio o meu pénis no teu rabo, movo-o para dentro para fora, que nem fizeste com a tua mão.”Jack explicou.

“Muito.”

O Jack pôs uma quantidade considerável de lubrificante na pila nos filhos, surpreendentemente sem pêlos. “Deve doer uma primeira vez, se quiseres que pare, diga, porém prometo que vai progredir.”

“Muito.”O rebento dele acenou com a testa, tudo lavado.

Jack abraçou seu fruto por trás posicionou sua testa de galo no buraco de seus filhos. “Ok Ricky.”

Este deslizou na moleira, mandando Ricky gemendo. Este lentamente deslizou no resto de sua Pila, ouvindo uma tensão de ruídos de seu fruto. “Estás muito?”

“Continua.”Ricky panted.

“Vai- foder.”Este esforçou-se para conseguir a cintura. Logo, porém, este estava empurrando em seu fruto sem obstáculos, este bateu sua próstata pela primeira vez, as varias vezes depois disso, Ricky estava quase gritando. O pénis dos filhos dele era forte como pedra, este nem ao menos lhe tocava.

“Que se lixe o fruto! Esperma!”Este agarrou Ricky em um apertado de deselegante este jogou sua semente em seu rabo filhos. “Merda!”Este gemeu ficou a respirar com a pila tenro ainda no fruto. Este saiu, a ver qualquer sêmen a trespassar do seu buraco boquiaberto.

“Quero que me fodas agora, Ricky.”Jack virou nódoas com este abriu as bochechas do rabo, revelando o seu crack Peludo. “Não esqueças do lubrificante.”

O Ricky pôs lubrificante na pila algo no buraco do Pai. Logo este entrou.

O Jack gemeu com a sensação do pénis dos filhos a entrar no rabo, certificando-se de que soava como o fruto lhe aconteceu. Não há de falso em fazer o rebento sentir que está a fazer alguma coisa de bom.

Seu fruto dick foi surpreendentemente longo o suficiente para tocar sua próstata, enviou-o se aproximando de outro orgasmo.

“Estou a sentir outra vez, papá. O que devo fazer?”Ricky said as he thrust into his father.

“Resta em mim fruto.”

“Oh! Oh!”Ricky gemed into his dad, nearly mounting his back as he humped his length into his fathers morno, inviting ass and let desapareces more of his cum pump out of him. “Oh papá. Soube tão muito.”

“Não tão bom como isto.”O seu pai ajoelhou-se virou-se para este. “Acho que tens alguma coisa mas de sêmen em ti.”

Este pegou seus filhos amolecendo dick em sua boca, empregou suas mãos enormes para encher suas cucheeks este chupava Ricky. A pila dele era outra vez pedra, este estava mesmo a gritar de prazer desta vez. A tortura pós-orgasmo era uma das falhas dos Jacks, este não deixava esta possibilidade ser desperdiçada. Este chupou com força, em um minuto, seu rebento estava despejando a última de sua semente que seus pequenos tomates carregavam.

“Pai, obrigado.”Este arfou caiu no seu pai. “Vamos poder fazer isto todos e cada um dos dias?”

” quiseres, fruto.”Este esfregou as espinhaço do Ricky. “Continuamente.”

429 views
Gay

Contos relacionados

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 1 = ?
© 2020 - Contos Eroticos